Entrevista: palestrante da Jornada de Psicologia e Justiça fala sobre Perícia Psicológica

Os cursos de Direito e Psicologia da URI – FW realizarão, nos dias 25 e 26 de agosto, a Jornada de Psicologia e Justiça.


O evento é voltado para acadêmicos e graduados em Psicologia, Direito e Serviço Social, profissionais que atuam em Fóruns, Conselhos Tutelares e áreas afins.


Uma das palestrantes, a Psicóloga e Dra. Luiziana Souto Schaefer, em entrevista à Assessoria de Comunicação da URI – FW, adiantou sobre o tema da sua palestra: Perícia Psicológica em casos de violência e abuso sexual.


 

- Em linhas gerais, como a perícia psicológica é realizada?


Dra. Luiziana: A perícia psicológica é realizada a partir de métodos, técnicas e instrumentos psicológicos. O profissional definirá os procedimentos específicos que serão utilizados conforme a demanda de cada caso, traduzindo seus achados para os propósitos da avaliação forense.
 


- A perícia psicológica pode ser utilizada como prova?


Dra. Luiziana: A perícia psicológica, assim como as perícias de outras áreas do conhecimento, é considerada um meio de prova. Como é um tipo de prova baseada em conhecimentos técnico-científicos, é necessário que o profissional conduza a avaliação com rigor metodológico e fundamente suas conclusões em bases científicas.
 


Por que é pertinente a utilização deste método nos casos de violência e abuso sexual?


Dra. Luiziana: A produção de provas é fundamental na investigação policial e judiciária de situações de violência. Como muitos casos de violência sexual contra crianças não deixam vestígios físicos, a perícia psicológica tem um papel importante e, quando realizada de maneira correta, com o uso de métodos de avaliação validados, pode ser determinante no desfecho do processo judicial.


 - Quais os principais desafios para os profissionais que desejam seguir nesta área?


Dra. Luiziana: A Psicologia Jurídica é uma especialidade em expansão. Um dos principais desafios enfrentados é quanto à formação dos profissionais. Ainda são poucos os cursos de Graduação em Psicologia que incluem a disciplina de Psicologia Jurídica como obrigatória em seus currículos. Portanto, os profissionais que desejam seguir nesta área devem investir em cursos de capacitação, pós-graduação e eventos científicos. É fundamental que o psicólogo tenha conhecimentos dos construtos legais e saiba adequar seus procedimentos de avaliação às demandas de cada caso, traduzindo seus resultados de maneira objetiva e com terminologia que possa ser compreendida pelos operadores de Direito.
 

Imagens:

Quinta, 13 de Agosto de 2015


1003 Visualizações
Comentários: (
)

Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas. Denuncie comentários ofensivos ou usuários fakes através do formulário de contato.



Av. Assis Brasil, 709 - Bairro Itapagé
Frederico Westphalen RS
CEP 98400-000

Fone: 55 3744 9200
Reitoria | Erechim | Santiago | Santo Ângelo | Cerro Largo | Sao Luiz Gonzaga
URI Campus de Frederico Westphalen © 2021. | VirtualBit

Utilizamos seus dados para oferecer uma experiência mais relevante ao analisar e personalizar conteúdos e anúncios em nossa plataforma e em serviços de terceiros.

Ao navegar pelo site, você autoriza a URI Frederico Westphalen a coletar estes dados e utiliza-los para estes fins. Consulte nossa Política de Privacidade