Aulas práticas compartilhadas entre os cursos de Nutrição e Tecnologia em Agropecuária
Os acadêmicos fizeram conservas, análises de leite e produziram novas bebidas lácteas

O mês de outubro esteve cheio de novidades práticas para os acadêmicos do curso de Tecnologia em Agropecuária e do curso de Nutrição, que acompanhados da Prof. Roseli Maria L Zanchin e do Prof. Sandro José Paixão reuniram-se em diversos laboratórios para realizarem práticas.


PRODUÇÃO DE CONSERVAS E DOCES EM CALDA


Num clima descontraído e alegre, a integração entre os alunos dos dois cursos foram desenvolvendo as aulas multidisciplinares com a produção de conservas de pimentão, cebolinha, beterraba com ovos de codornas, entre outros, colocando em prática as teorias aprendidas em sala de aula.


O foco da aula prática foi a produção de maneira sustentável de produtos para subsistência da família rural, onde os alunos foram incentivados a produzir de maneira prática e simples alguns derivados de vegetais da época e puderam agregar seus conhecimentos adquiridos em casa às técnicas desenvolvidas no laboratório.


Foram produzidos diversos alimentos, como o pão de alho baseado em conceitos de usar o pão caseiro produzido pelas famílias rurais, a produção de mandioca pela técnica de branqueamento e congelamento para posterior fritura, a produção de geleias com morangos que também estavam guardadas, simbolizando o excedente da produção.


ANÁLISE FÍSICO QUÍMICA DE LEITE


Os acadêmicos tiveram o contato com os mais diversos reagentes, e a aula se iniciou pelas análises de determinação da acidez do leite com as técnicas de prova do alizarol, prova do álcool verificando os parâmetros pelo Método de Dornic, muito utilizado nas indústrias de recebimento de leite para verificação dos teores de acidez do leite.


Também tiveram o contato com amostras de leite para identificar substâncias estranhas que podem levar ao aumento da densidade alterando a qualidade da matéria prima, realizando as análises de amilase (amido), urina, presença de formol, sacarose e água oxigenada.


INOVAÇÃO NA PRODUÇÃO DE BEBIDA LÁCTEA COM FRUTAS VERMELHAS


Para a base da aula prática os acadêmicos puderam usar as amostras de bebidas lácteas desenvolvidas pelo Laticínio Steffanelo, sendo que o Laticínio ainda não produz bebida láctea em nível comercial, entretanto os testes tem o objetivo de incentivá-los a pensar nessa possibilidade para o futuro.


Utilizando a principal matéria prima da aula prática foram adicionadas às amostras de bebida láctea frutas com compostos funcionais como: a amora, mirtilo (blueberry), Goji Berry, physalis, entre outras.As frutas foram caramelizadas e adicionadas as amostras de bebida láctea, caracterizando sabor, pensando que a utilização de frutas ricas em vitaminas e antioxidantes são muito bem aceitas pelo consumidor.


As amostras foram degustadas pelos acadêmicos e também foram enviadas ao Laticínio Steffanelo que colaborou com essa atividade. Portanto, as aulas práticas foram desenvolvidas com a interação dos acadêmicos, compartilhamento de conhecimentos e desenvolvimento de novos produtos.



281 Visualizações
Comentários: (
)

Utilize este espaço com elegância e responsabilidade. Ofensas pessoais e palavras de baixo calão serão excluídas. Denuncie comentários ofensivos ou usuários fakes através do formulário de contato.



Av. Assis Brasil, 709 - Bairro Itapagé
Frederico Westphalen RS
CEP 98400-000

Fone: 55 3744 9200
Reitoria | Erechim | Santiago | Santo Ângelo | Cerro Largo | Sao Luiz Gonzaga
URI Campus de Frederico Westphalen © 2020. | VirtualBit